top of page
Buscar
  • Foto do escritorANDRE TIXA ORSINE

2022: Ano de aprendizado, reconhecimento e de reafirmar o propósito




A virada de ano é sempre um ritual simbólico em nossa vida. Despedir de um ano que vai chegando ao fim remete a avaliação e nos obriga a fazer sempre a retrospectiva elencando as coisas boas, ruins, as metas atingidas e os resultados não alcançados, e assim projetar um ano novo com novos sonhos, reafirmando compromissos e novas metas. É literalmente um balanço individual.


2022 não foi um ano fácil, talvez os dois últimos, por conta da pandemia e por tantas outras situações ocorridas em nosso país, que nos exigiu um nível de energia e resiliência acima da média. As relações humanas andaram meio extremas demais, polarizadas e uma dose muito desigual de intolerância e falta de empatia tomou conta do nosso país.


Mesmo assim, temos que extrair lições positivas e reafirmar o compromisso com o desenvolvimento individual e também coletivo, desde o nosso trabalho até a nossa forma de compreender e relacionar com o outro. 2023 tem que ser melhor, não há outra alternativa. Retomar o caminho do desenvolvimento pessoal passa por se colocar no lugar do outro.


Mesmo sendo atípico, este ano representou muito para mim, no que tange a parte profissional, porque mesmo com resultados aquém do que eu gostaria, foi um ano que considero muito especial, marcado por reconhecimento e resultados sociais incríveis.


O nosso projeto social AKA – Valemos pelo que Somos (valemospeloquesomos.org.br) está mais do que consolidado. Podemos afirmar que hoje somos uma realidade dentro do ecossistema social do Vale do Jequitinhonha, contribuindo com a melhoria de vida de famílias e promovendo a dignidade e a formação dos jovens por meio do esporte e da responsabilidade social. Essa constatação nos projeta como atores principais da nossa terra e nos coloca como genuínos representantes do nosso povo na capital mineira. Poder contribuir e sentir parte colaborativa com o desenvolvimento da nossa região é um sentimento intangível porque nos conecta e reforça nosso sentimento, além do orgulho em sermos filhos do Vale.


Para mim, pessoalmente, foi incrível, porque além da confiança e respeito dos amigos e associados do AKA, percebo que há uma identificação imediata da minha imagem com o empreendedorismo social e com o compromisso de construir uma sociedade que promova o desenvolvimento e a justiça social, contribuindo com a formação e com o senso coletivo e de uma sociedade com menos abismo social.


A materialização disso, veio quando fui homenageado pela câmara municipal de Belo Horizonte com o título de cidadão honorário da capital mineira, sendo um reconhecimento único pela contribuição e trabalhos desenvolvidos em prol do desenvolvimento do ser humano e das pessoas com fragilidade social. Penso nisso todos os dias porque vai além de uma condecoração, é a afirmação de ações que passam pelo acolhimento e pelo olhar afetivo e do cuidado. Amor é atitude e esse sentimento é traduzido em sua literalidade quando olhamos a trajetória percorrida nestes 16 anos de AKA.


É uma homenagem que pessoalmente me orgulha, ao olhar para trás e ver como o papel dos meus pais foi fundamental na minha formação e no que hoje sou como pessoa e cidadão. Mas é também um momento compartilhado com todos os filhos do Vale, que pude representar e que possuem uma jornada de lutas, de superação e de muita resiliência. Um filho de Araçuaí, um representante do Vale do Jequitinhonha, de origem humilde, que há 30 anos deixou sua terra para vencer na capital. Uma honraria que representa o nosso povo, a nossa cultura e toda nossa capacidade.


E como todo reconhecimento, também advém mais responsabilidades, às quais assumo e reitero todo meu compromisso com os nossos propósitos e sonhos.


Gratidão a Deus pela dádiva e bênçãos, meus pais e irmãos, minha esposa e filho, ao amigo Wilsinho da Tabu, amigos da AAMEIA (Associação Comunitária dos Amigos e Moradores do Entorno do Independência e Adjacências) e a todos os integrantes do AKA, por me oportunizarem liderar e promover o nosso crescimento.


Espero poder continuar semeando o bem e seguir contribuindo com uma sociedade melhor e com o desenvolvimento humano e social das nossas crianças e adolescentes, cuidando e promovendo com meu querido Vale do Jequitinhonha.


E que Deus nos abençoe e permita que eu siga meu propósito com sabedoria, humildade e empatia, enquanto eu puder e tiver capacidade para tal missão.


André Tixa Orsine

Valemospeloquesomos.org.br




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


whatsapp-logo-icone.png
bottom of page